Curiosidades

Pé Torto Congênito - cuidados com o gesso

O gesso

A primeira fase do tratamento do pé to seu filho começa com as trocas gessadas, feito pelo médico com a experiencia no método. A medida que o gesso é trocados, uma vez por semana, observamos que os pés que estavam virados para dentro, começam a ser posicionados para fora.

Toda semana, você deve retirar o gesso conforme orientado na primeira consulta e comparecer no horário marcado para ser realizado a troca gessada. O gesso deve ser retirado horas antes de ser confeccionado outro gesso para melhor eficácia do método. NUNCA deve-se retirar o gesso no dia anterior, caso faça isso, a correção pode ser perdida.

Cuidados com o gesso

• Não molhar, sujar e escrever no gesso;

Não retirar sem autorização do ortopedista;

• Verificar se os dedos estão cor-de-rosa;

• Se não conseguir visualizar os dedos, pode ser que o gesso tenha descido, ligue imediatamente para o telefone da clínica (9.8415-0303);

• Apoiar o gesso em uma almofada.

 

 

 

 

Tenotomia

No final do tratamento das trocas gessadas, pode ser que ainda necessite realizar um corte do tendão (tenotomia) de Aquiles (Figura 1). Isto será realizado no centro cirúrgico com anestesia para o melhor conforto do paciente, devido ser uma cirurgia minimamente invasiva, não tem necessidade de realizar sutura (Figura 2). Um ultimo gesso é então colocado para cicatrização do tendão de Aquiles, e deve ficar por três semanas seguidas. Tenha o mesmo cuidado com este ultimo gesso. Pode ser que apareça uma mancha de sangue (Figura 3) do tamanho de uma moeda na região do corte. Isto é normal.

 

 

 

 

 

 

Acesse também: Pé torto congênito: O que é?

Pé Torto Congênito – Orientações sobre a órtese

 

 

 

Agende uma consulta com
o Dr. Medre Henrique