Curiosidades

Traumatologia

Acidentes são comuns na infância, cerca de 80% dos traumas nas crianças são representados principalmente por acidentes automobilísticos, motociclístico, bicicletas, quedas, entorses entre outras. Aproximadamente 20% das crianças sofrerão uma fratura no decorrer da sua infância e a incidência de fraturas pediátricas associadas a traumatismos menores está aumentando ao longo do tempo. Estas fraturas podem danificar a placa de crescimento, podendo resultar em parada temporária ou permanente do crescimento, levando deformidades permanentes. Assim, as fraturas na infância não são apenas importantes do ponto de vista ortopédico, mas também são uma importante questão de saúde social.

     Existem várias particularidades no tratamento das crianças com esse tipo de lesão, pois os ossos cicatrizam mais rapidamente, possuindo um potencial de remodelação substancialmente maior do que os adultos.

Diferentemente dos adultos, as crianças necessitam recuperar-se dos efeitos do trauma e continuar o processo de crescimento e desenvolvimento futuros. Pequenas correções, ajustes de desvios ou imobilizações adequadas podem gerar diferença importante para um crescimento normal. Logo, crianças que sofreram entorse, contusões, quedas, fraturas e traumatismo em geral, devem sem avaliadas por um ortopedista pediátrico.

Agende uma consulta com
o Dr. Medre Henrique