Dúvidas Frequentes

O que é o "pé chato"?

O pé plano valgo flexível, conhecido como “pé chato” é uma alteração muito comum. Quando a criança começa a andar, o pé ainda não possui o arco plantar bem definido, a frouxidão ligamentar típica da idade contribui pra que o pé fique plano, “chato”, quando recebe o peso do corpo.

Com o crescimento e desenvolvimento da criança, a formação do arco plantar ocorre de forma progressiva e maioria dos pés corrige naturalmente. Algumas pessoas terão os pés planos por toda a vida e normalmente não sentem dor e nem têm limitações em função disso. O pé plano valgo flexível é considerado uma variação do normal, não é uma doença e raramente precisa ser tratado.

É importante que o paciente seja avaliado pelo ortopedista pediátrico para excluir outras alterações que se apresentam de forma semelhante. Deve-se avaliar o grau de mobilidade e flexibilidade dos pés. Algumas vezes, o pé plano valgo pode ser rígido, por exemplo, quando associado a barras ósseas (conexões rígidas entre os ossos do pé). Nesses casos, a dor pode estar presente e exigir tratamento. Outras patologias, como doenças neuro-musculares, também podem evoluir com pé plano. 

O que é Síndrome de Osgood Schlatter?

A Síndrome de Osgood Schlatter é uma doença que causa dor na parte anterior do joelho, cerca de 2 cm abaixo da patela. Trata-se de uma osteocondrose, inflamação local, resultado do tracionamento excessivo do tendão patelar sobre a tuberosidade tibial anterior (TAT). Mais frequente em meninos do que em meninas, está relacionada ao excesso de atividades físicas, esportes com mais impacto, saltos e arrancadas, como, por exemplo, futebol e basquete. Causa inchaço local e sensibilidade ao toque, principalmente no final do dia, após a prática esportiva. Normalmente ocorre na fase de “estirão de crescimento” do adolescente, entre os 9 e 16 anos de idade.

O que são Dores do Crescimento?

As dores do crescimento geralmente atacam durante dois períodos: no início da infância entre os 3 e 5 anos de idade e mais tarde entre os 8 e 12 anos de idade, que são os períodos de estirão de crescimento durante a infância. Elas são os que os médicos chamam de diagnóstico de exclusão. Isto significa que outros diagnósticos devem ser descartados antes de se fazer o diagnóstico de dores do crescimento.

Em geral o médico deve fazer uma história completa e um exame físico detalhado de seu filho. Em casos mais raros e duvidosos, podem ser necessários Raio X e/ou exame de sangue antes do diagnóstico final de dores do crescimento, porém em geral não são necessários. 

O que é Paralisia Cerebral?

A Paralisia cerebral (PC) é uma desordem que afeta a habilidade da criança para controlar seus músculos. Ela é causada pelo dano ou anormalidades nas regiões do cérebro responsáveis pelo controle do movimento e da postura.

Quais os principais problemas relacionados ao sistema músculo-esquelético das crianças e adolescentes tratados pelo Ortopedista Pediátrico?

– Deformidades nos pés ( pé torto congênito, pé plano, pé cavo, etc.)

– Deformidades nos quadris (Luxação congênita do quadril, Doença de Legg-Perthes, etc.)

– Deformidades angulares (Joelho valgo (em X) ou varo (arqueado)

– Deformidades rotacionais (Joelhos para dentro)

– Deformidades da coluna (Escoliose, Cifose , etc.)

– Doenças Neuromusculares (Paralisia Cerebral, Mielomeningocele, etc.)

– Infecções ósseas e articulares

– Tumores ósseos

– Fraturas e Lesões musculares

O que é Displasia Congênita de Quadril?

A displasia do desenvolvimento do quadril (DDQ) consiste num espectro de alterações que afeta o quadril em crescimento, onde nos podemos encontrar vários graus de alteração, incluindo um quadril anormal conhecido como displasia, associada ou não a um deslocamento parcial (subluxação) ou completo (luxação) da cabeça femoral. 

O que é um ortopedista pediátrico?

É uma subespecialidade dentro da Ortopedia, dedicada a arte de corrigir e prevenir deformidades em criança e adolescente, tratando e acompanhando as doenças mais comuns que aparecem nessa fase. Existem várias particularidades no tratamento das crianças, pois os ossos são diferentes e ainda estão em crescimento. Pequenas correções, ajustes de desvios ou imobilizações de qualidade podem fazer muita diferença para um crescimento normal.

Agende uma consulta com
o Dr. Medre Henrique